3 dicas para assistir no feriado

Se você se interessa por culinária e gastronomia, já deve ter percebido que muitos dos melhores chefs de cozinha do mundo têm voltado a sua atenção para os vegetais, ainda que eles mesmo não sejam adeptos do vegetarianismo ou do veganismo.

Na hora de apresentar suas novas criações, esses representantes da chamada alta gastronomia vêm colocando legumes, verduras, grãos e cereais no centro do prato. Ou seja, a dieta plant-based (à base de plantas) deixou de ser um nicho e se tornou tendência em diversos restaurantes estrelados.

Que tal aproveitar o fim de semana prolongado que começa hoje para conhecer um pouco mais sobre quem está fazendo parte desse movimento?

Dan Barber (à direita) é dono de dois restaurantes e defensor de uma gastronomia ecológica e sustentável

A série da Netflix Chef’s Table já é bem conhecida do público foodie, aquelas pessoas que gostam de comer bem, consumir ingredientes diferentes e visitar restaurantes com propostas inovadoras para a alimentação. Logo na 1ª temporada, o episódio 2 mostra o trabalho de Dan Barber, um chef norte-americano que vai além das panelas para questionar a ética de produção dos alimentos. Os pratos de seu restaurante em Nova York, o Blue Hill, são preparados com ingredientes locais e até os vinhos servidos lá são produzidos na região. Seu outro estabelecimento, o Blue Hill at Stone Barns, é um restaurante localizado dentro de um centro de estudos e cultivo de alimentos que coloca os produtores no centro do debate sobre agricultura orgânica e sustentável. Para saber mais, assista ao episódio.

Jeong Kwan é diretora do Chunjinam Hermitage no templo Baekyangsa, da ordem Jogye, e do International Temple Food Education Center

Já na 3ª temporada, o episódio 1 traz Jeong Kwan, monja budista coreana que de início nos ensina que não existe diferença entre cozinhar e seguir o caminho de Buda, o que inclui buscar a iluminação e estar desperto através dos sentidos, incluindo o paladar. Observando-a cozinhar, percebemos que é possível respeitar tradições tão antigas como as budistas e ainda assim quebrar as regras de forma criativa e respeitosa, já que o budismo coreano considera que a comida — desde o cultivo dos alimentos até o preparo das refeições — faz parte da prática budista. Para observar os gestos calmos e quase meditativos de Jeong na cozinha do mosteiro onde vive, assista ao episódio.

Alaine Passard é extremamente zeloso de suas relações com os horticultores

Depois que as duas primeiras temporadas de Chef’s Table alcançaram um sucesso estrondoso, seus produtores lançaram um spin-off, Chef’s Table França, com quatro episódios. Desse conjunto, o destaque fica para o episódio 1, sobre Alaine Passard. Decidido a se tornar cozinheiro aos 14 anos, hoje Passard é dono de um restaurante estrelado em Paris, um lugar onde, embora ainda sirva alguns pratos com carne, os hortifrútis, outrora coadjuvantes, assumem o papel principal. Assista ao episódio.